Campeonato Paulista de Basquete terá dois atletas SUD em 2018

Lucas Cipolini (Franca) e Gui Deodato (Mogi) serão os membros da igreja na competição

Por Fernando Pratti
SÃO PAULO – Em 2018, o Campeonato Paulista de Basquete adulto contará mais uma vez com dois atletas membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Lucas Cipolini, do Sesi/Franca, foi um dos primeiros do grupo a renovar com a equipe francana onde disputará sua quarta temporada consecutiva. Já, Gui Deodato, que defendeu o Vasco da Gama no último NBB, enfrenta um novo desafio em sua careira ao defender o Mogi das Cruzes/Helbor.

Considerado o “Rei das Enterradas” do NBB, Lucas Cipolini, de 2m03, continuará na Capital do Basquete Masculino. Nesta temporada, o time francano contará com um dos maiores investimentos do país na formação de seu elenco. Com isso, muitas mudanças foram realizadas no vice-campeão da edição de 2017, que perdeu o título para o Paulistano por 3 x 2. O objetivo agora é claro: conquistar seu 11º título paulista da sua história e retomar o campeonato que não conquista desde 2007/08, quando foi bicampeão.

Sob o comando do técnico Helinho, que na última conquista do Paulista, ainda como atleta, anotou 26 pontos no jogo decisivo para os francanos contra o Ulbra/São Bernardo, Cipolini contará com a companhia de jogadores de peso do basquete nacional, como Lucas Dias e Elinho, vindos do Paulistano, Rafael Hettsheimer (ex-Bauru), Jimmy (ex-Mogi), além de atletas revelados nas categorias de base das equipes francanas.No último NBB, Cipolini teve média de 20,9 minutos nos 31 jogos que disputou, com 9,5 pontos de média, 5,3 rebotes e 1,2 assistências.

Apelidado de “Batman” pela fantasia utilizada ao conquistar os dois campeonatos consecutivos do Torneio de Enterradas do Jogo das Estrelas do NBB (2012 e 2013), Gui Deodato, após uma passagem pelo Vasco da Gama no NBB 10, retorna ao basquete de São Paulo. O bauruense, que jogou o último Paulista pelo Rio Claro, defenderá o atual vice-campeão do NBB, Mogi das Cruzes. A equipe do Alto Tietê também mexeu bastante no elenco, após a saída de Larry Taylor, Tyrone, Jimmy, Vitinho e Caio Torres e a chegada de J.P. Batista e Arthur Pecos (Flamengo), Cafferata (Caxias do Sul), Luis Gruber e João Pedro Demétrio (Franca), além de atletas de base e a manutenção de Fabrício Russo, Guilherme Lessa, Filipin e do maior pontuador da história do NBB, o norte-americano Shamell Stalworth.

Deodato busca a superação após uma temporada complicada no time carioca, que sofreu com atrasos de salários que acabou gerando um desempenho abaixo das expectativas dentro da quadra. Pelo cruz-maltino, teve médias de 6,7 pontos, 2,4 rebotes e 1,4 assistências (atuando 20,1 minutos em média contra 34,2 minutos do último paulista em Rio Claro).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *